Título: Viva a/à Poesia

Autor: Jean Carlo Barusso 

Editora: Madre Pérola

Páginas: 112

Ano: 2016

Sinopse: Jean Carlo Barusso é uma eterna obra de arte inconclusa. Vaga pelo mundo correndo atrás de seus mais altos sonhos, aprimorando cada vez mais seus conhecimentos e técnicas, ao mesmo tempo em que se encanta sempre que um novo questionamento vem à tona. Amante de todas as formas de arte, este jovem escritor já perambulou pela música, pelas artes plásticas e agora encontra-se imerso na arte da escrita. Dentro desta obra encontra-se grande parte desse poeta, músico, e, particularmente, grande amigo. Se para Jean a publicação é a realização de um sonho, para quem o viu surgir, é uma amostra do resultado de um esforço sem igual, daqueles que só quem acredita mesmo em uma causa se submeteria. Lembro-me de diversas discussões em que ele defendia intensamente seus sonhos, enquanto eu, no meu excesso de ponderação, adicionava um novo “e se” a cada situação que ele imaginava. Realização pessoal para quem o escreveu, este livro é, por outro lado, uma grande lição para quem acompanhou todo o processo de produção dele. Uma lição expressa na clássica frase do autor: “Nada vai dar certo se você ficar pensando: “E se?” Daniel Sartori, músico.

Oii galera, enfim voltei, estou meio sumida do blog, mas estou tentando me organizar (sou meio desorganizada) , mas vim aqui hoje pra falar de um livro tão lindo, encantador, repleto de sentimento e emoção, estou falando de "Viva a/à Poesia" do autor Jean Carlo Barusso, eu recebi esse livro de parceria com o autor e gente que amor de livro, sou apaixonada por poesia e com toda a certeza o Jean já entrou para a minha lista de autores favoritos desse gênero.

Lema

Conhecer
O desconhecido
Redescobrir
O esquecido

O livro contará com poesias dos mais diversos temas e formas, desde de pequenos versinhos até a sonetos, e essa diversidade me agradou bastante, já que deixa o livro mais dinâmico e não fica preso em um padrão. E os temas são bem diversificados também, eu fiquei encantada com a forma que o Jean tenta retratar os sentimentos através de palavras, é poético, é metafórico , é lindo.

Sempre

Eu sempre 
Me entrego 
Sempre erro
Nunca nego
Nem nunca
Me desespero 
Faço sempre 
O que quero 

Sou apaixonada por poesias, e tentei ler o mais devagar possível, tentando absorver cada palavra, cada verso e cada estrofe. E, quando terminei, queria mais, se essa era a proposta do escritor deixar o leitor "com gostinho de quero mais" ele então atingiu seu propósito com êxito.

Viva a/à Poesia me deixou apaixonada, encantada, nostálgica ..... são inúmeros adjetivos que eu poderia colocar aqui e mesmo assim não seria suficiente para explicar a grandiosidade da obra e tudo o que ela provocou em mim. Para quem assim como eu ama poesia esse livro vai cair como uma luva então, eu indico muito, muito mesmo. E, espero que o Jean faça mais obras e compartilhe elas com o mundo, ele é incrível, foi uma honra poder ler o livro dele, gratidão define.

(des)encontros

Neste mundo
De desencontros
De gente que 
Não sabe viver
Pra se encontrar
Tem que se perder



Espero que gostem da resenha.
- Beijos, Carol!


Deixe um comentário